A presença da lusofonia no espaço epistémico das Ciências da Comunicação: 10 anos de estudos temáticos

  • Anabela Gradim Universidade da Beira Interior
  • Paulo Serra Universidade da Beira Interior
  • Valeriano Piñeiro-Naval Universidade da Beira Interior
Palavras-chave: Lusofonia, Estudos Lusófonos, comunicação, políticas da língua, publicação académica

Resumo

Fazer a topologia das publicações de temática lusófona no campo das Ciências da Comunicação nos últimos 10 anos (2007-2017) permitiu caracterizar essa produção científica e constatar que esta vem aumentando, que é uma produção feminizada e essencialmente a duas vozes, onde Portugal e Brasil assumem um papel preponderante, que a bibliografia em Português é dominante, contrastando com o estado da citação na área em geral, e que, a partir das temáticas em foco, a Lusocom emerge como o grande think tank dos Estudos Lusófonos na área das Ciências da Comunicação. “A presença da lusofonia no espaço epistémico das Ciências da Comunicação” é um ensaio exploratório, descritivo, de abordagem quanti-qualitativa, com um universo que compreende as atas dos congressos da Sopcom, Ibercom, e o Anuário Internacional de Comunicação Lusófona editado pela Lusocom, num total de 3.252 artigos dos quais, atendendo à temática, foi selecionada uma amostra de 142 espécimes que constitui a base deste estudo.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2018-12-17
Como Citar
Gradim, A., Serra, P., & Piñeiro-Naval, V. (2018). A presença da lusofonia no espaço epistémico das Ciências da Comunicação: 10 anos de estudos temáticos. Comunicação E Sociedade, 34, 183-196. https://doi.org/10.17231/comsoc.34(2018).2943