Comunicação da arte pela investigação aberta: sobre políticas culturais, património, gestão e receção da inovação na arte

Autores

  • Pedro Andrade Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.31(2017).2622

Palavras-chave:

Comunicação pública da arte, Estudos de Comunicação da Arte, literacia artística, metodologia sociológica intermédia, recepção da arte

Resumo

Este artigo debate alguns dos principais modos de comunicação da arte subjacentes ao espaço público urbano, e a sua interpretação através da Investigação Aberta. Em particular, discute os regimes de comunicação presentes em locais onde ocorrem eventos culturais e artísticos, como o museu. Um dos fenómenos comunicativos aí circulantes é a literacia artística informal, processo diferente e às vezes oposto à educação formal ministrada na escola. Para tal, em primeiro lugar, são definidos dois conceitos fundamentais nos Estudos de Comunicação da Arte, e necessários para este debate: a Comunicação Pública da Arte (Public Communication of Art-PCA) e a literacia artística. Em segundo lugar, questões relativas à comunicação de arte são formuladas: a definição de políticas culturais que permitem a inclusão cultural de diversos segmentos de públicos de arte; o papel dos dispositivos digitais por forma a aprofundar a compreensão do património cultural; as estratégias de comunicação e de gestão mais adequadas para melhorar a literacia dos públicos; o processo de receção realizado pelas audiências culturais em torno de ideias e conceitos sobre a arte, partilhados em eventos artísticos. Em terceiro lugar, tais questões são situadas no seio das principais posturas teóricas e autores da área da Comunicação da Arte. Em seguida, são expostos alguns breves conselhos práticos e recomendações sobre como desenvolver uma investigação acerca da comunicação nos mundos da arte, em duas partes: a primeira sugere algumas hipóteses correspondentes às questões formuladas anteriormente. A segunda parte estabelece uma agenda sucinta e prática para realizar uma pesquisa sobre este assunto. Alguns dispositivos sociológicos emergentes, produzidos para fortalecer o impacto social e cultural da comunicação da arte, são igualmente apresentados. Finalmente, modos e metas específicos desse impacto são discutidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-06-29

Como Citar

Andrade, P. (2017). Comunicação da arte pela investigação aberta: sobre políticas culturais, património, gestão e receção da inovação na arte. Comunicação E Sociedade, 31, 343-359. https://doi.org/10.17231/comsoc.31(2017).2622

Edição

Secção

Artigos Temáticos