Ontologia Sociológica da Esfera Pública Digital: o caso da Web 2.0/3.0

Autores

  • Pedro Andrade Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.23(2013).1621

Palavras-chave:

Esfera pública digital, Ontologia Sociológica, Web 2.0/3.0, Sociologia/ Metodologia Semântico-Lógica, tricotomias

Resumo

A esfera pública digital encontra-se imersa na actual conjuntura de transformação acelerada e provavelmente de ruptura, que influirá certamente no modo de exercer a cidadania na contemporaneidade. Este tsunami social e político funda-se, em parte, na passagem do paradigma da Web 2.0 ou Web Social para a Web 3.0 ou Web Semântica. Para esclarecer um tal processo, o presente artigo discute algumas das principais questões e posturas teóricas sobre o espaço público, desde o posicionamento seminal de Habermas até às novas problemáticas suscitadas pela sociedade em rede. O autor sugere a construção de uma Ontologia Sociológica da Web Social e Semântica, a partir das Sociologia e Metodologia Semântico-Lógicas. Estes procedimentos são aplicados através da análise e hermenêutica de uma página da Wikipédia intitulada ‘Web 2.0’, onde se utilizam instrumentos sociológicos experimentais como os campos, árvores e redes semântico-lógicas, conceitos centrais e periféricos, bem como tricotomias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia Autor

Pedro Andrade, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga

CECS

Downloads

Publicado

2013-06-25

Como Citar

Andrade, P. (2013). Ontologia Sociológica da Esfera Pública Digital: o caso da Web 2.0/3.0. Comunicação E Sociedade, 23, 186-201. https://doi.org/10.17231/comsoc.23(2013).1621

Edição

Secção

Partilhar para Criar / Share to Create