Objetos da violência: as formas do pathos nas composições de Yael Martinez, Glenna Gordon e Eugênio Grosso

Autores

  • Eliza Bachega Casadei Escola Superior de Propaganda e Marketing
  • Mariana Duccini Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.31(2017).2612

Palavras-chave:

Anacronismo, arte, dialética, formas do pathos, fotografia

Resumo

O objetivo do presente artigo é estudar a obra artística dos fotógrafos Yael Martínez, Glenna Gordon e Eugenio Grosso. Em comum, suas fotografias tematizam a violência a partir da representação de objetos de consumo que evocam a relação de extensão entre o sujeito e seus pertences pessoais justamente como forma de problematizar a iconologia mesma desses objetos, que são convertidos para outras significações. A partir do estudo das estratégias de composição desses fotógrafos, iremos analisar as formas de pathos evocadas por eles através da montagem de imagens anacrônicas e dialéticas, em imagens que articulam o referencial ao esvaziamento da iconografia como ato político e memorialístico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-06-29

Como Citar

Casadei, E. B., & Duccini, M. (2017). Objetos da violência: as formas do pathos nas composições de Yael Martinez, Glenna Gordon e Eugênio Grosso. Comunicação E Sociedade, 31, 199-211. https://doi.org/10.17231/comsoc.31(2017).2612

Edição

Secção

Artigos Temáticos