As estratégias de relações públicas nos média sociais: análise de campanhas para a mudança social no setor da educação em Espanha e Portugal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.0(2020).2746

Palavras-chave:

relações públicas, redes sociais, organizações sem fins lucrativos, campanhas de educação, desenvolvimento social, mudança

Resumo

O presente artigo discute o uso dos média sociais nas campanhas que visam promover a mudança social no setor da educação. O principal foco de análise é as estratégias de relações públicas utilizadas: a partilha de depoimentos reais e o desenvolvimento do storytelling, como conteúdos que aumentam a afinidade e o envolvimento com vista à mudança social. Para este trabalho foram desenvolvidos dois estudos de caso que debatem as campanhas de duas organizações não-governamentais do setor da educação, realizadas através de média sociais: #LeonorDejaLaEscuela da Fundación Secretariado Gitano, em Espanha, em 2015, e #Amigo-Bagos-Douro da Bagos d’Ouro, em Portugal, em 2017. A primeira foi implementada, principalmente, no Twitter – uma das redes sociais mais conhecidas e usadas atualmente –, enquanto a segunda utilizou o WhatsApp – o sistema de mensagens móveis mais popular nos dias de hoje –, como meios de campanha para promover um acesso mais amplo à educação. Este estudo tem como objetivo responder à seguinte questão de partida: qual é o papel dos média sociais nas estratégias de relações públicas das organizações sem fins lucrativos? Trata-se de uma questão que exprime dois objetivos de pesquisa: (1.º) aprofundar o conhecimento sobre a capacidade das redes sociais produzirem interação comunicativa; e (2.º) (re)enquadrar as relações públicas nas estratégias da comunicação para o desenvolvimento. A análise demonstra como as redes sociais têm contribuído significativamente para alterar o modo como as estratégias de relações públicas são usadas no terceiro setor. Na verdade, os média sociais podem desempenhar um papel fundamental na comunicação sem fins lucrativos, nomeadamente cumprindo alguns propósitos: fazendo lobbying por causas sociais, criando alianças, angariando financiamento, mobilizando voluntários, envolvendo os média tradicionais e a comunidade, ou advogando pela reforma de políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Auger, G. A. (2013). Fostering democracy through social media: evaluating diametrically opposed nonprofit advocacy organizations’ use of Facebook, Twitter, and YouTube. Public Relations Review, 39(4), 369-376.

Bartholomew, D. (2010, 12 de maio). The digitization of research and measurement [Post em blogue]. Retirado de http://metricsman.wordpress.com/2010/05/12/the-digitization-of-research-and-measurement/

Briones, R. L., Kuch, B., Liu, B. F. & Jin, Y. (2011). Keeping up with the digital age: how the American Red Cross uses social media to build relationships. Public relations review, 37(1), 37-43. https://doi.org/10.1016/j.pubrev.2010.12.006

Cho, M., Schweickart, T. & Haase, A. (2014). Public engagement with nonprofit organizations on Facebook. Public Relations Review, 40(3), 565-567. https://doi.org/10.1016/j.pubrev.2014.01.008

Ciszek, E. L. (2015). Bridging the gap: mapping the relationship between activism and public relations. Public Relations Review, 41(4), 447-455. https://doi.org/10.1016/j.pubrev.2015.05.016

Curtis, L., Edwards, C., Fraser, K. L., Gudelsky, S., Holmquist, J., Thornton, K. & Sweetser, K. D. (2010). Adoption of social media for public relations by nonprofit organizations. Public Relations Review, 36(1), 90-92. https://doi.org/10.1016/j.pubrev.2009.10.003

Fombrun, C.J., Gardberg, N.A. & Barnett, M.L. (2000). Opportunity platforms and safety nets: corporate citizenship and reputational risk. Business and Society Review, 105(1), 85-106. https://doi.org/10.1111/0045-3609.00066

Freberg, K., Graham, K., Mcgaughey, K. & Freberg, L. A. (2011). Who are the social media influencers? A study of public perceptions of personality. Public Relations Review, 37(1), 90-92. https://doi.org/10.1016/j.pubrev.2010.11.001

Grunig, L., Grunig, J. & Dozier, D. (2002). Excellent public relations and effective organisations: a study of communication management in three countries. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates.

Kent, M. L. & Taylor, M. (1998). Building dialogic relationships through the world wide web. Public relations review, 24(3), 321-334. https://doi.org/10.1016/S0363-8111(99)80143-X

Liu, F. & Maitlis, S. (2010). Nonparticipant observation. In A. J. Mills; G. Durepos & E. Wiebe (Eds.), Encyclopedia of case study research (pp. 610-612). Thousand Oaks, CA: SAGE Publications.

Lovejoy, K., Waters, R. D. & Saxton, G. D. (2012). Engaging stakeholders through Twitter: how nonprofit organizations are getting more out of 140 characters or less. Public Relations Review, 38(2), 313-318. https://doi.org/10.1016/j.prubev.2012.01.005

Marktest. (2019). Os portugueses e as redes sociais 2019. Retirado de https://www.marktest.com/wap/private/images/Logos/Folheto_Portugueses_Redes_Sociais_2019.pdf

Malka, V., Ariel, Y. & Avidar, R. (2015). Fighting, worrying and sharing: operation ‘protective edge’as the first WhatsApp war. Media, War & Conflict, 8(3), 329-344. https://doi.org/10.1177/1750635215611610

Seo, H., Kim, J. Y. & Yang, S. U. (2009). Global activism and new media: a study of transnational NGOs’ online public relations. Public Relations Review, 35(2), 123-126. https://doi.org/10.1016/j.pruveb.2009.02.002

Twitter Marketing. (2013, 11 de fevereiro). New compete study: primary mobile users on Twitter [Post em blogue]. Retirado de https://blog.twitter.com/en_us/a/2013/new-compete-study-primary-mobile-users-on-twitter.html

Waters, R. D. (2009). The use of social media by non-profit organizations: an examination from the diffusion of innovations perspective. In t. Dumova & R. Fiordo (Eds.), Handbook of research on social interaction technologies and collaboration software: concepts and trends (pp. 473-485). Hershey: IGI Publishing.

Waters, R. D. & Jamal, J. Y. (2011). Tweet, tweet, tweet: a content analysis of nonprofit organizations’ Twitter updates. Public Relations Review, 37(3), 321-324. https://doi.org/10.1016/j.pruveb.2011.03.002

Wright, D. & Hinson, M. (2017). Tracking how social and other digital media are being used in public relations practice: a twelve-year study. Public Relations Journal, 11(1), 1-30.

##submission.downloads##

Publicado

2020-07-30

Como Citar

Smolak Lozano, E., Balonas, S., & Ruão, T. (2020). As estratégias de relações públicas nos média sociais: análise de campanhas para a mudança social no setor da educação em Espanha e Portugal. Comunicação E Sociedade, 175-196. https://doi.org/10.17231/comsoc.0(2020).2746

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>