O que pedem as palavras?

  • Anabela Gradim Universidade da Beira Interior
Palavras-chave: Imagem, palavra, logocentrismo, idolatria, signo, metáfora, índice

Resumo

«O que pedem as palavras» reflecte sobre a relação entre imagens e palavras, não sob o ponto de vista do seu antagonismo, mas no modo como ambas se requerem e iluminam mutuamente. Até à invenção dos mass media, o Ocidente viveu imerso numa cultura logocêntrica, por via tanto da tradição grega como da judaico-cristã. Esse logocentrismo erigiu-se em torno da cisão aparência/realidade, ilusório/verdadeiro, patente no pensamento ocidental de Parménides a Heidegger, e que só o pragmatismo, em finais do século XIX, tentaria dissolver. A reconciliação que aqui se explora abordará sobretudo dois aspectos: que imagens sem palavras são mudas, e que a palavra – por via da metáfora e do índice – não dispensa a imagem que a ilumine.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2012-12-19
Como Citar
Gradim, A. (2012). O que pedem as palavras?. Comunicação E Sociedade, 12, 189-200. https://doi.org/10.17231/comsoc.12(2007).1104
Secção
Na era da imagem, a palavra, sempre