Han, B.-C. (2016). O aroma do tempo. Um ensaio filosófico sobre a arte da demora. Lisboa: Relógio d’Água.

Autores

  • Vítor de Sousa Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.35(2019).3144

Resumo

In his essay, O aroma do tempo. Um ensaio filosófico sobre a arte da demora [The scent of time. A philosophical essay on the art of delay] (2016), originally published in Germany, in 2007, Byung-Chul Han argues that contemporary life is overpowered not by the continuous acceleration of time, but rather a temporal crisis caused by a dyschronicity (a discontinuity), which is simply the atomization of time with no direction, order or end that prevents it from lasting (lingering)...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-28

Como Citar

Sousa, V. de. (2019). Han, B.-C. (2016). O aroma do tempo. Um ensaio filosófico sobre a arte da demora. Lisboa: Relógio d’Água. Comunicação E Sociedade, 35, 287-292. https://doi.org/10.17231/comsoc.35(2019).3144

Edição

Secção

Leituras

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>