Han, B.-C. (2016). O aroma do tempo. Um ensaio filosófico sobre a arte da demora. Lisboa: Relógio d’Água.

Autores

  • Vítor de Sousa Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.35(2019).3143

Resumo

No ensaio O aroma do tempo. Um ensaio filosófico sobre a arte da demora (2016), publicado originalmente na Alemanha, em 2007, Byung-Chul Han sustenta que a nossa atualidade é dominada não por uma incessante aceleração do tempo mas, ao contrário, por uma crise temporal assente numa dissincronia (uma descontinuidade), que não é mais do que a atomização do próprio tempo sem rumo nem ordem ou conclusão que o impede de durar (demorar) de forma substancial nas nossas vidas. ..

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-28

Como Citar

Sousa, V. de. (2019). Han, B.-C. (2016). O aroma do tempo. Um ensaio filosófico sobre a arte da demora. Lisboa: Relógio d’Água. Comunicação E Sociedade, 35, 281-286. https://doi.org/10.17231/comsoc.35(2019).3143

Edição

Secção

Leituras

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)