O cientista como pintor de verdades. A propósito de Vertigens. Para uma sociologia da perversidade, de Albertino Gonçalves, Coimbra: Grácio Editores, 2009.

Autores

  • Albertino Gonçalves Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.16(2009).1038

Resumo

O livro Vertigens não é feito de uma peça só, com princípio, meio e fim. Cada capítulo vale por si, podendo ser lido separadamente, sem prejuízo de monta. Mas a soma de fragmentos1 também encerra alguma unidade, que lhe advém do estilo, das inquietações e das obsessões do autor...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-31

Como Citar

Gonçalves, A. (2009). O cientista como pintor de verdades. A propósito de Vertigens. Para uma sociologia da perversidade, de Albertino Gonçalves, Coimbra: Grácio Editores, 2009. Comunicação E Sociedade, 16, 215-218. https://doi.org/10.17231/comsoc.16(2009).1038