Pesquisando co-viewing em redes sociais e aplicativos de mensagem instantânea: ética e desafios

Fernanda Pires de Sá

Resumo


Este artigo discute as preocupações e os desafios éticos que devem ser considerados durante o estudo da prática de covisualização (televisão social) dos conteúdos audivisuais nas mídias sociais e aplicativos de mensagens instantâneas. As práticas de covisualização se referem às atividades interconectadas que ocorrem enquanto os espectadores se sentam juntos em frente a um aparelho de TV, observando e construindo sentido a partir do conteúdo televisivo. Plataformas conectadas ampliam as possibilidades de covisualização, permitindo que as pessoas experimentem uma copresença digital. Neste estudo, os usuários que participaram em atividades de covisualização conectada em grupos não oficiais, do Facebook e do WhatsApp, dedicados à telenovela brasileira Babilônia (exibida em 2015), são usados para exemplificar a necessidade de estabelecer um consentimento informado ao realizar pesquisas online e evitar danos aos participantes. A pesquisa demonstra que uma tomada de decisão ética em relação aos dados e aos pontos de vista dos usuários estudados deve ser considerada e avaliada nos estágios iniciais e ao longo de cada etapa do estudo.

Palavras-chave


Consentimento informado; covisualização; estudo de caso; métodos digitais; plataformas conectadas

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17231/comsoc.33(2018).2923

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

 

 

 

 

 

...............................................................................................................

 

.:: LASICS ::.
Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS)
Universidade do Minho, campus de Gualtar
4710-057 Braga - Portugal

Revista Comunicação e Sociedade
ISSN 2183-3575 (online)
ISSN 1645-2089 (print)
Prefixo DOI: 10.17231