A cobertura jornalística da imigração: para uma teoria da notícia televisiva

Isabel Ferin

Resumo


Este artigo apresenta os dados relativos à cobertura da Imigração nos telejornais do prime-time dos três canais de sinal aberto. Inicia-se a exposição apresentando um quadro sucinto sobre a imigração e os media na Europa, seguido de uma breve contextualização do campo em Portugal. Tendo como pano de fundo o estudo empírico realizado, e com base em Stuart Hall, discutem-se os conceitos de agendamento, controlo cultural, definidores primários, estereótipos e pânico moral. Por último, apresentam-se comparativamente os dados quantitativos referentes aos cinco anos (2003-2007) de cobertura nos canais televisivos de sinal aberto. A conclusão aponta para uma reorganização dos mapas de sentido sobre a cobertura da imigração acompanhada de uma tensão entre os diversos definidores primários.

Palavras-chave


Televisão; imigração; cobertura jornalística; Portugal

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17231/comsoc.15(2009).1052

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

 

 

 

 

 

...............................................................................................................

 

.:: LASICS ::.
Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS)
Universidade do Minho, campus de Gualtar
4710-057 Braga - Portugal

Revista Comunicação e Sociedade
ISSN 2183-3575 (online)
ISSN 1645-2089 (print)
Prefixo DOI: 10.17231