O Jornalismo enquanto campo social e domínio de formação

Autores

  • Manuel Pinto Departamento de Ciências da Comunicação, Universidade do Minho, Braga

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.1(1999).1439

Resumo

A complexidade crescente da vida social, a proliferação das fontes e das formas de aceder, gerir e fazer circular a informação, as transformações no plano económico-social e no plano cultural e ético induzidas pelas inovações tecnológicas tornam necessário repensar o quadro em que ocorre a formação inicial e contínua dos profissionais da comunicação e, em especial, dos jornalistas. Neste texto, recorreu-se ao conceito de campo proposto por Bourdieu para sublinhar os dinamismos do campo jornalístico e as suas interacções com os restantes campos sociais, destacando os desafios, condicionantes, requisitos e orientações que as instituições de ensino superior que fazem formação de jornalistas não poderão deixar de equacionar. Sustenta-se a necessidade demanter uma permanente tensão entre o contacto e a familiarização com o terreno da prática profissional, por um lado, e com o distanciamento crítico que os instrumentos teóricos e metodológicos possibilitam, por outro lado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##submission.downloads##

Publicado

1999-01-29

Como Citar

Pinto, M. (1999). O Jornalismo enquanto campo social e domínio de formação. Comunicação E Sociedade, 1, 75-95. https://doi.org/10.17231/comsoc.1(1999).1439

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>