A modernização da identidade visual das Universidades. Os casos da Universidade da Extremadura (Espanha) e da Universidade do Minho (Portugal).

  • Teresa Ruão Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga
  • Maria Victoria Carrillo Universidad de Extremadura
Palavras-chave: Identidade organizacional, identidade visual, imagem organizacional, reputação organizacional, universidades

Resumo

Os “activos intangíveis” – como a identidade, a imagem, a reputação ou a marca – têm uma importância crescente na gestão das Universidades. A emergência da chamada Sociedade do Conhecimento trouxe novos desafios à responsabilidade pública das instituições de ensino superior. E, em menos de uma geração, estas instituições entraram num contexto dito “de mercado”, onde a sustentabilidade exige a adopção de orientações de gestão mais empresariais. Neste contexto, os factores intangíveis surgem como elementos muito valiosos para as Universidades. Analisaremos, neste trabalho, o caso de duas instituições de ensino superior público – a Universidade da Extremadura em Espanha e a Universidade do Minho em Portugal. Constitui propósito deste trabalho reflectir sobre o papel da identidade na superação dos desafios que se colocam hoje às instituições de ensino superior (como a conquista de novos públicos ou a descoberta de novas formas de financiamento). Essa avaliação é feita a partir de um estudo dos programas de modernização da identidade visual das universidades citadas. Os resultados apontam para o entendimento da identidade visual como uma área catalisador do esperado desenvolvimento estratégico destas instituições.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Biografia do Autor

Teresa Ruão, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga
CECS
Publicado
2012-12-20
Como Citar
Ruão, T., & Carrillo, M. V. (2012). A modernização da identidade visual das Universidades. Os casos da Universidade da Extremadura (Espanha) e da Universidade do Minho (Portugal). Comunicação E Sociedade, 8, 85-100. https://doi.org/10.17231/comsoc.8(2005).1184
Secção
Comunicação estratégica nas organizações