Quando o Inferno desce à Terra: a gestão de crises e a sua problemática

Autores

  • Maria Gabriela Gama Departamento de Ciências da Comunicação, Universidade do Minho, Braga

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.2(2000).1419

Resumo

Quando uma situação de crise ocorre na empresa, resultante de falhas que lhe são directa ou indirectamente imputáveis, a sua imagem é colocada em causa. Isto obriga a tomadas de posição acertadas e atempadas. Tudo é extrapolado para o exterior e a opinião pública irá ajuizar o modo como a empresa soube ultrapassar a situação crítica.Negar a existência de uma situação de crise quando esta ainda nao é visível pode acarretar consequências nefastas que transpõem largamente as fronteiras da empresa.Perante um cenário de crise, os órgaos de comunicação social procuram saber o que ocorreu e como está a evoluir toda a situação. O silêncio da empresa face aos órgãos de comunicação social vai criar nestes a necessidade de recorrer a fontes que, na maior parte das vezes, não possuem uma informação rigorosa sobre o que realmente está a ocorrer. Daí que a problemática das fontes seja também um assunto a abordar nesta comunicação.Todas estas crises têm as suas características próprias que exigem por parte daempresa o uso de todas as suas potencialidades e com serios constrangimentos de tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2000-01-28

Como Citar

Gama, M. G. (2000). Quando o Inferno desce à Terra: a gestão de crises e a sua problemática. Comunicação E Sociedade, 2, 535-542. https://doi.org/10.17231/comsoc.2(2000).1419