Vestir, seduzir e significar: da dimensão simbólica da moda ao imaginário erótico contemporâneo

Autores

  • Madalena Oliveira Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.24(2013).1780

Palavras-chave:

Moda, comunicação, semiótica, sedução

Resumo

Fenómeno social e cultural relativamente recente, a moda é hoje a manifestação de um certo imaginário erótico que parece organizar a vida coletiva. Ela governa, segundo Lipovetsky, as nossas sociedades. Efémera, por natureza, a moda exprime, na verdade, a soberania das aparências e o poder da fantasia estética. Ela é, com efeito, a representação mais significativa do triunfo da sedução e do espetáculo. É por isso que a moda é, de algum modo, uma via de compreensão do social. Pensando-a, portanto, como engrenagem, por um lado, e como sinal, por outro, do nosso tempo, procuramos neste ensaio explorar de que forma ela é o prenúncio de uma socialidade assente no lado sensitivo, efervescente e instável das nossas relações intersubjetivas uns com os outros e da nossa relação ao mundo e às coisas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia Autor

Madalena Oliveira, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga

CECS

##submission.downloads##

Publicado

2014-04-30

Como Citar

Oliveira, M. (2014). Vestir, seduzir e significar: da dimensão simbólica da moda ao imaginário erótico contemporâneo. Comunicação E Sociedade, 24, 143-151. https://doi.org/10.17231/comsoc.24(2013).1780

Edição

Secção

Corpos, Identidade, Moda, Sustentabilidade e Mercado

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>