Chamada de trabalhos | Vol. 42 | Crime, Justiça e Média | Encerrada

2021-12-02

Editoras: Rafaela Granja (CECS, Universidade do Minho, Portugal), Sílvia Gomes (Nottingham Trent University, Reino Unido) e Thais Sardá (Nottingham Trent University, Reino Unido)

 

Questões associadas ao crime e à justiça encontram-se permanentemente no epicentro do debate público. Retratos de violência policial, meandros da investigação criminal, acompanhamento de julgamentos mediáticos, controvérsias sobre a vida e as condições no interior das prisões são, de forma persistente e reiterada, alvo de atenção mediática. O consumo constante e concomitante de notícias e representações ficcionais de crime e justiça hipervisibiliza as tensões entre segurança coletiva e defesa de direitos humanos, bem como discursos ancorados em noções de “nós” e os “outros”, sem que, no entanto, se encete um debate sobre as profundas desigualdades sociais (raciais, de género, entre outras) que ancoram tais clivagens. Estas tensões são mobilizadas pelos movimentos sociais e ativismos, particularmente nas redes sociais, expondo várias formas de violência e crime (e.g., crimes de ódio, violência racial, etc.). Em contraponto a este palco de relações de poder, pessoas privadas de liberdade encontram-se restringidas de serem agentes ativos na mobilização cívica pelos impedimentos no acesso à informação. Neste volume da revista Comunicação e Sociedade, convidamos investigadores/as das ciências sociais a refletir sobre as várias formas de interconexão e desconexão entre crime, justiça e média, incidindo sobre um ou mais dos seguintes tópicos:

 

- perceções sobre crime e justiça;

- mediatização da criminalidade e casos criminais de alto perfil;

- jornalismo policial ou judiciário;

- julgamentos mediáticos;

- retratos ficcionais do crime e da justiça;

- revisitações ao conceito de pânico moral;

- violência policial, racismo e exclusões;

- discursos e crimes de ódio;

- movimentos sociais e mediatização da justiça;

- tecno-otimismo no combate ao crime;

- representações sobre prisões e outros contextos de privação de liberdade;

- infoexclusão de pessoas em privação de liberdade.

 

DATAS IMPORTANTES

Período de submissão de propostas: de 1 de fevereiro a 31 de março de 2022

Nova data de submissão: até 14 de abril de 2022

Notificação das decisões de aceitação: 7 de junho de 2022

Data-limite para envio da versão completa e traduzida do artigo: 20 de setembro de 2022

Data de publicação da revista: dezembro de 2022

 

LÍNGUA

Os artigos podem ser submetidos em Inglês ou Português. Findo o processo de avaliação por pares, os autores dos artigos selecionados para publicação deverão assegurar a tradução do seu artigo para Português ou Inglês, respetivamente, cabendo aos editores a decisão final sobre a publicação do mesmo.


EDIÇÃO E SUBMISSÃO

A Comunicação e Sociedade é uma revista académica de acesso livre, funcionando de acordo com os exigentes padrões do sistema de revisão de pares, operando num processo de dupla revisão cega. Cada trabalho submetido será distribuído a dois revisores previamente convidados a avaliá-lo, de acordo com a qualidade académica, originalidade e relevância para os objetivos e âmbito da temática.

Os originais deverão ser submetidos através do website da revista. Se está a aceder à Comunicação e Sociedade pela primeira vez, deve registar-se para poder submeter o seu artigo (indicações para se registar aqui).

O guia para os autores pode ser consultado aqui.

Para mais informações, contactar: comunicacaoesociedade[at]ics.uminho.pt