Entre a norma e a exceção: assimetrias de género nas newsmagazines portuguesas

  • Anabela Santos Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho
  • Carla Cerqueira Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho
  • Rosa Cabecinhas Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho
Palavras-chave: Newsmagazines, representações de género, estudos feministas dos média

Resumo

Enformado por uma perspetiva feminista, o presente artigo analisa as representações de género que emergem nas newsmagazines portuguesas, incidindo particularmente na sua interseção com o perfil temático deste tipo de medium. Os resultados indicam que estas publicações tendem a privilegiar paradigmas representacionais que são congruentes com o “sexismo benevolente”. Enquanto os homens surgem como detentores de poder e agentes de influência, as mulheres figuram como indivíduos que dependem da mentoria dos seus congéneres homens para o exercício da liderança. As newsmagazines portuguesas invisibilizam, assim, a diversidade de identidades e experiências, favorecendo a perpetuação de valores androcêntricos e relações de poder desiguais.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2015-06-29
Como Citar
Santos, A., Cerqueira, C., & Cabecinhas, R. (2015). Entre a norma e a exceção: assimetrias de género nas newsmagazines portuguesas. Comunicação E Sociedade, 27, 437-455. https://doi.org/10.17231/comsoc.27(2015).2111