Formação e produção científica em jornalismo de saúde – Portugal no contexto europeu

Autores

  • Sandra Marinho Centro de Estudos Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga
  • Felisbela Lopes Centro de Estudos Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga
  • Teresa Ruão Centro de Estudos Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga
  • Rita Araújo Centro de Estudos Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.23(2012).1364

Palavras-chave:

Formação em jornalismo, jornalismo da saúde, investigação em comunicação e jornalismo da saúde

Resumo

Uma das variáveis que poderá explicar a qualidade do jornalismo que é produzido sobre o campo da saúde é a formação dos profissionais na área. Por esse motivo, é importante perceber que tipo de oferta existe a esse nível, como se estrutura e a quem se dirige, e que relação existe e é promovida entre a formação e a investigação em jornalismo de saúde. Neste artigo, damos uma perspectiva destas questões para o caso português e avançamos algumas linhas de desenvolvimento para o futuro destes campos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia Autor

Sandra Marinho, Centro de Estudos Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Braga

CECS

##submission.downloads##

Publicado

2013-01-10

Como Citar

Marinho, S., Lopes, F., Ruão, T., & Araújo, R. (2013). Formação e produção científica em jornalismo de saúde – Portugal no contexto europeu. Comunicação E Sociedade, 199-209. https://doi.org/10.17231/comsoc.23(2012).1364

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>