O movimento olímpico e os meios de comunicação de massa: a interdependência e a perpetuação do mito esportivo no Brasil, os aspectos rituais e míticos presentes no esporte

Autores

  • Vera Regina Toledo Camargo Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.2(2000).1400

Resumo

Esta reflexão apresenta dois pontos centrais que passam a ser a linha condutora desse estudo. Inicialmente a questão do Olimpismo e sua importância enquanto um processo que resgata e atualiza o mito esportivo, apresentando-nos pressupostos para compreender os aspectos míticos e ritualísticos no esporte e outro de igual tónica, enfatiza as Meios de Comunicação de Massa e seu contexto com o esporte. Esses dois mecanismos, o movimento olímpico e as meios de comunicação de massa, atuam na perpetuação e veiculação dos valores do esporte, assim como a criação do mito esportivo, mas precisam ser revistos, uma vez que, assimilados de forma incorreta, poderão trazeraos estudos da área consequências na difusão e veiculação de seus pressupostos, acarretandoprejuízos na compreensão por parte do público aficionado pelo esporte. Apontamos também os mecanismos da ideologia e idolatria presentes nestes contextos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2000-01-28

Como Citar

Camargo, V. R. T. (2000). O movimento olímpico e os meios de comunicação de massa: a interdependência e a perpetuação do mito esportivo no Brasil, os aspectos rituais e míticos presentes no esporte. Comunicação E Sociedade, 2, 267-272. https://doi.org/10.17231/comsoc.2(2000).1400

Edição

Secção

Linguagem e interacção social