Dos jornais-fax de Moçambique às potencialidades dos web-jornais

Autores

  • Fernando Zamith Universidade do Minho, Braga

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.3(2001).1312

Resumo

A procura de formas alternativas de fazer um jornal sempre foi algo que me interessou. As limitações do jornal tradicional, simultaneamente exposto a variações do mercado publicitário e do volume de vendas e dependente de um parque gráfico e de uma rede de distribuição, constituem, na minha perspectiva, uma das principais causas das sucessivas (para não dizer permanentes) crises da imprensa, particularmente a portuguesa.
Para evitar tanta dependência de factores fundamentalmente exterlnos e, ao mesmo tempo, reduzir custos, nada melhor do que eliminar algumas daquelas componentes tradicionais da produção e distribuição de um jornal.

Jornais gratuitos, de difusão por fax e de busca na Internet são algumas experiências que me proponho analisar e que poderão ser exploradas como alternativas de auto-emprego para recém-licenciados em Comunicação Social.

Importa notar que esta comunicação não resulta, de forma alguma, de um trabalho de investigação. Constitui apenas uma pequena compilação de ideias e experiências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2001-01-17

Como Citar

Zamith, F. (2001). Dos jornais-fax de Moçambique às potencialidades dos web-jornais. Comunicação E Sociedade, 3, 15-22. https://doi.org/10.17231/comsoc.3(2001).1312

Edição

Secção

A reconfiguração do espaço público