Mais cinco passos e irá transformar-se numa nova pessoa: o encerramento processual do campo experiencial em Every Day the Same Dream

  • Christophe Duret Université de Sherbrooke
Palavras-chave: Jogo editorial, encerramento processual, micro-instrumento, retórica processual, jogo de tese

Resumo

Este artigo apresenta uma análise do jogo editorial Every Day the Same Dream (EDSD). O EDSD assume as características específicas de um romance de tese (um “jogo de tese”, neste caso específico), que Suleiman (1983: 1) definiu como sendo um tipo de romance que avança explicitamente “um corpo doutrinário ou sistema de ideias reconhecidos”, e que apresenta um “inequívoco sistema de valores dualista, [...] regras de ação orientadas para o leitor [e um] intertexto doutrinal” (Suleiman, 1983: 54). Segundo o princípio da retórica processual (Bogost, 2008), a tese do EDSD é defendida especialmente através de uma estrutura formal do jogo, sobretudo nos processos de resolução de problemas efetuados pelo jogador. Por conseguinte, analisamos o EDSD como um jogo de tese, propondo o conceito de “micro-instrumento de encerramento processual do campo experiencial” resultante do encontro entre as ciências hermenêuticas e cognitivas. O objetivo é descrever as estratégias utilizadas entre os jogadores para transmitir uma mensagem persuasiva e a analisar a sua receção.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2015-06-29
Como Citar
Duret, C. (2015). Mais cinco passos e irá transformar-se numa nova pessoa: o encerramento processual do campo experiencial em Every Day the Same Dream. Comunicação E Sociedade, 27, 95-114. https://doi.org/10.17231/comsoc.27(2015).2091
Secção
Comunicação, Teoria dos Videojogos e Diálogos (Inter)Mediáticos