Comunicação Para a Saúde em Tempos de Pandemia: A Perspetiva dos Utentes do Serviço Nacional de Saúde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.40(2021).3250

Palavras-chave:

comunicação para a saúde, cuidados de saúde primários, agrupamentos de centros de saúde

Resumo

A doença covid-19, originada pela infeção com o novo coronavírus (SARS-CoV-2), introduziu numerosos desafios globais de comunicação para a saúde. A necessidade de mudança de comportamentos, como a utilização de máscara, a higienização das mãos ou o distanciamento social, tornou-se um imperativo por forma a evitar a propagação desta doença. Os cuidados de saúde primários, pela sua abrangência populacional, em todo o território português, e quase gratuitidade, desempenham um papel central na prestação de cuidados de saúde, sendo o contacto preferencial entre as pessoas e os serviços de saúde. O objetivo principal deste estudo foi analisar, na perspetiva dos utentes do Serviço Nacional de Saúde, qual o contributo dos agrupamentos de centros de saúde, instituições responsáveis pelos cuidados de saúde primários, na comunicação para a saúde a propósito da covid-19. Os dados foram recolhidos por questionário online a 904 utentes do Serviço Nacional de Saúde, residentes nos 18 distritos de Portugal, entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021. A nossa pesquisa confirmou que os agrupamentos de centros de saúde foram a fonte de informação menos procurada pelos utentes para adquirir conhecimento sobre a covid-19. Os participantes neste estudo revelaram também não ter recebido qualquer informação sobre o novo coronavírus por parte do seu centro de saúde (80%), embora desejassem ter sido contatados, preferencialmente por email (87,2%), telefone/telemóvel (36,5%) ou correio (20,2%).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Andreia Garcia, Escola Superior de Comunicação Social, Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa, Portugal

Andreia Garcia é licenciada em comunicação empresarial pela Escola Superior de Comunicação Social do Instituto Politécnico de Lisboa. É mestre em comunicação em saúde, pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, e doutorada em ciências da comunicação pelo Instituto Universitário de Lisboa. É professora adjunta convidada nas unidades curriculares de Estratégia em Relações Públicas e Relação com os Media, na pela Escola Superior de Comunicação Social do Instituto Politécnico de Lisboa. Trabalha, há mais de 17 anos, em agências de comunicação como consultora especialista no setor da saúde. É fundadora e diretora-geral da empresa Miligrama Comunicação em Saúde.

Mafalda Eiró-Gomes, Escola Superior de Comunicação Social, Instituto Politécnico de Lisboa, Lisboa, Portugal

Mafalda Eiró-Gomes é doutorada e mestre em ciências da comunicação pela Universidade Nova de Lisboa. Professora coordenadora de Pragmática e Relações Públicas da Escola Superior de Comunicação Social do Instituto Politécnico de Lisboa, onde leciona desde 1991. É ainda consultora para a comunicação, pro bono, de diversas organizações da sociedade civil.

Referências

Beck, F., Richard, J. B., Nguyen-Thanh, V., Montagni, I., Parizot, I., & Renahy, E. (2014). Use of the internet as a health information resource among French young adults: Results from a nationally representative survey. Journal of Medical Internet Research, 16(5), Artigo e128. https://doi.org/10.2196/jmir.2934

Brito, D. V., & Garcia, A. (2020). Posicionamento digital das unidades de saúde pública em Portugal continental em 2019. Comunicação Pública, 29(15). https://doi.org/10.4000/cp.11297

Decreto-Lei n.º 253/2012, Diário da República n.º 229/2012, Série I de 2012-11-27 (2012). https://dre.pt/dre/detalhe/decreto-lei/253-2012-191138

Decreto-Lei n.º 28/2008, Diário da República n.º 38/2008, Série I de 2008-02-22 (2008). https://dre.pt/dre/legislacao-consolidada/decreto-lei/2008-34455075

Direção-Geral da Saúde. (s.d.). Perguntas frequentes. Covid-19. https://covid19.min-saude.pt/category/perguntas-frequentes/

Direção-Geral da Saúde. (2021, 4 de fevereiro). Covid-19 – Relatório de situação a 4 de fevereiro. https://covid19.min-saude.pt/wp-content/uploads/2021/02/339_DGS_boletim_20210204.pdf

Eiró-Gomes, M., & Atouguia, J. (2012). Consulta do viajante, ou onde a comunicação para a saúde se encontra com a comunicação “na” saúde. Anais do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, 11, 106–109. https://anaisihmt.com/index.php/ihmt/article/view/224

Eiró-Gomes, M., & Lourenço, S. (2009, 14–18 abril). O papel e a responsabilidade das relações públicas na sustentabilidade de um mundo global [Comunicação em congresso]. 8º Congresso da Lusocom/6º Congresso da Sopcom, Lisboa, Portugal.

Espanha, R., Ávila, P., & Mendes, R. V. (2016). Literacia em saúde em Portugal. Relatório síntese. Fundação Calouste Gulbenkian. https://content.gulbenkian.pt/wp-content/uploads/2017/08/29203225/PGISVersCurtaFCB_FINAL2016.pdf

Finset, A. (2021). Challenges for healthcare communication during the covid-19 pandemic. Patient Education and Counseling, 104(2), 215–216. https://doi.org/10.1016/j.pec.2021.01.006

Finset, A., Bosworth, H., Butow, P., Gulbrandsen, P., Hulsman, R. L., Pieterse, A. H., Street, R., Tschoetschel, R., & van Weert, J. (2020). Effective health communication - A key factor in fighting the covid-19 pandemic. Patient Education and Counseling, 103(5), 873–876. https://doi.org/10.1016/j.pec.2020.03.027

Garcia, A., & Eiró-Gomes, M. (2020a). Informação e covid-19: Um estudo sobre os cuidados de saúde primários. Revista Fontes Documentais, 3(especial), 40–48. http://hdl.handle.net/10400.21/12426

Garcia, A., & Eiró-Gomes, M. (2020b). Informação online dos ACeS: Uma análise a partir dos critérios HON. Revista Fontes Documentais, 3(especial), 412–420. http://hdl.handle.net/10400.21/12427

Garcia, A., & Eiró-Gomes, M. (2020c). O papel da comunicação: A utilização das redes sociais nos cuidados de saúde primários. Comunicação e Sociedade [Vol. Especial], 197–217. https://doi.org/10.17231/comsoc.0(2020).2747

Gorbalenya, A. E., Baker, S. C., Baric, R. S., Groot, R. J. de., Drosten, C., Gulyaeva, A. A., Haagmans, B. L., Lauber, C., Leontovich, A. M., Neuman, B. W., Penzar, D., Perlman, S., Poon, L. L. M., Samborskiy, D. V., Sidorov, I. A., Sola, I., & Ziebuhr, J. (2020). The species severe acute respiratory syndrome-related coronavirus: Classifying 2019-nCoV and naming it SARS-CoV-2. Nature Microbiology, 5(4), 536–544. https://doi.org/10.1038/s41564-020-0695-z

Higgins, O., Sixsmith, J., Barry, M. M., & Domegan, C. (2011). A literature review on health information seeking behaviour on the web: A health consumer and health professional perspective. ECDC. https://www.ecdc.europa.eu/sites/portal/files/media/en/publications/ Publications/Literature%20review%20on%20health%20information-seeking%20 behaviour%20on%20the%20web.pdf

Hornik, R., Kikut, A., Jesch, E., Woko, C., Siegel, L., & Kim, K. (2021). Association of covid-19 misinformation with face mask wearing and social distancing in a nationally representative US sample. Health Communication, 36(1), 6–14. https://doi.org/10.1080/10410236.2020.1847437

Ishikawa, H., & Kiuchi, T. (2010). Health literacy and health communication. BioPsychoSocial medicine, 4(1), 18. https://doi.org/10.1186/1751-0759-4-18

Kim, D. K. D., & Kreps, G. L. (2020). An analysis of government communication in the United States during the covid-19 pandemic: Recommendations for effective government health risk communication. World Medical & Health Policy, 12(4), 398–412. https://doi.org/10.1002/wmh3.363

King, A. J. (2021). Health communication 2020 in review. Health Communication, 36(3), 267–271. https://doi.org/10.1080/10410236.2021.1876327

Melki, J., Tamim, H., Hadid, D., Farhat, S., Makki, M., Ghandour, L., & Hitti, E. (2020). Media exposure and health behavior during pandemics: The mediating effect of perceived knowledge and fear on compliance with covid-19 prevention measures. Health Communication, 1–11. Publicação eletrónica antecipada. https://doi.org/10.1080/10410236.2020.1858564

Nan, X., & Thompson, T. (2020). Introduction to the special forum on “public health communication in an age of covid-19”. Health Communication, 35(14), 1705–1706. https://doi.org/10.1080/10410236.2020.1840754

Noar, S. M., & Austin, L. (2020). (Mis)communicating about covid-19: Insights from health and crisis communication. Health Communication, 35(14), 1735–1739. https://doi.org/10.1080/10410236.2020.1838093

Nutbeam, D. (1986). Health promotion glossary. Health Promotion International, 1(1), 113–127.

Nutbeam, D. (2000). Health literacy as a public health goal: A challenge for contemporary health education and communication strategies into the 21st century. Health Promotion International, 15(3), 259–267. https://doi.org/10.1093/heapro/15.3.259

Paakkari, L., & Okan, O. (2020). Covid-19: Health literacy is an underestimated problem. The Lancet Public Health, 5(5), e249–e250. https://doi.org/10.1016/S2468-2667(20)30086-4

Peralta-Santos, A., Vaz, A. F., Mendes, F., Alves, J., Santana, R., Leão, T., & Ramos, V. (2018). Meio caminho andado. In Meio caminho andado - Relatório primavera 2018 (p. 12-26). Observatório Português dos Sistemas de Saúde.

Ratzan, S. C., Sommarivac, S., & Rauh, L. (2020). Enhancing global health communication during a crisis: Lessons from the covid-19 pandemic. Public Health Research & Practice, 30(2), Artigo e3022010. https://doi.org/10.17061/phrp3022010

Rootman, I., Goodstadt, M., Potvin, L., & Springett, J. (2001). A framework for health promotion evaluation. WHO regional publications. European series, (92), 7.

Schiavo, R. (2014). Health communication: From theory to practice (2.ª ed.). Jossey Bass

Schiavo, R. (2020). Vaccine communication in the age of covid-19: Getting ready for an information war. Journal of Communication in Healthcare, 13(2), 73–75. https://doi.org/10.1080/17538068.2020.1778959

Tangcharoensathien, V., Calleja, N., Nguyen, T., Purnat, T., D’Agostino, M., Garcia-Saiso, S., Landry, M., Rashidian, A., Hamilton, C., AbdAllah, A., Ghiga, I., Hill, A., Hougendobler, D., van Andel, J., Nunn, M., Brooks, I., Sacco, P. L., De Domenico, M., Mai, P., Gruzd, A., Alaphilippe, A., & Briand, S. (2020). Framework for managing the covid-19 infodemic: Methods and results of an online, crowdsourced WHO technical consultation. Journal of Medical Internet research, 22(6), Artigo e19659. https://doi.org/10.2196/19659

The Lancet. (2020). Covid-19: Fighting panic with information. Lancet, 395(10224), 537. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)30379-2

Thomas, R. K. (2006). Health communication. Springer Science & Business Media.

Vraga, E. K., & Jacobsen, K. H. (2020). Strategies for effective health communication during the coronavirus pandemic and future emerging infectious disease events. World Medical & Health Policy, 12(3), 233–241. https://doi.org/10.1002/wmh3.359

We Are Social & Hootsuite Inc. (2021). Digital 2021: Portugal. https://datareportal.com/reports/digital-2021-global-overview-report

White, S. J., Barello, S., Cao di San Marco, E., Colombo, C., Eeckman, E., Gilligan, C., Graffigna, G., Jirasevijinda, T., Mosconi, P., Mullan, J., Rehman, S. U., Rubinelli, S., Vegni, E., & Krystallidou, D. (2021). Critical observations on and suggested ways forward for healthcare communication during covid-19: Peach position paper. Patient Education and Counseling, 104(2), 217–222. https://doi.org/10.1016/j.pec.2020.12.025

World Health Organization. (s.d.). Infodemic management — Infodemiology. https://www.who.int/teams/risk-communication/infodemic-management

World Health Organization. (1998). Health promotion glossary. http://www.who.int/healthpromotion/about/HPR%20Glossary%201998.pdf

World Health Organization. (2018). Comunicação de riscos em emergências de saúde pública: um guia da OMS para políticas e práticas em comunicação de risco de emergência. https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/259807/9789248550201-por.pdf?sequence=10&isAllowed=y

Publicado

2021-12-20

Como Citar

Garcia, A., & Eiró-Gomes, M. (2021). Comunicação Para a Saúde em Tempos de Pandemia: A Perspetiva dos Utentes do Serviço Nacional de Saúde. Comunicação E Sociedade, 40, 189-203. https://doi.org/10.17231/comsoc.40(2021).3250