Sem medo do futuro: ética do jornalismo, inovação e um apelo à flexibilidade

  • Jane B. Singer City University London
Palavras-chave: Ética do jornalismo, redes sociais, mudança, inovação, flexibilidade

Resumo

Os jornalistas desde sempre usaram os princípios éticos tanto para definir o que são como para indicar como devem actuar. A ética tornou-se um marco fronteiriço para distinguir jornalistas de não-jornalistas, e práticas familiares de práticas desconhecidas. Em resultado disso, os jornalistas tendem, num primeiro momento, a encarar qualquer nova abordagem ao campo da informação como uma ameaça aos princípios normativos por que se regem – ou seja, algo a que se deve resistir com base em razões morais. Tal resistência transforma-se facilmente num impedimento para pensar de modo produtivo sobre os modos como se pode responder positivamente à inovação. Este ensaio propõe que os jornalistas encarem a mudança perguntando como podem adaptar-se às novas realidades, ao mesmo tempo que preservam os seus valores essenciais.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2014-06-30
Como Citar
Singer, J. B. (2014). Sem medo do futuro: ética do jornalismo, inovação e um apelo à flexibilidade. Comunicação E Sociedade, 25, 49-66. https://doi.org/10.17231/comsoc.25(2014).1858
Secção
Velhas questões, novos desafios