As fontes, os jornalistas e as leis

Autores

  • Felisbela Lopes Departamento de Ciências da Comunicação, Universidade do Minho, Braga

DOI:

https://doi.org/10.17231/comsoc.2(2000).1405

Resumo

Não nascendo os conteudos jornalísticos «ex nihilo», os jornalistas têm incontornavelmenteque manter um contacto permanente com aqueles que lhes proporcionam a matéria-prima do seu trabalho, Ou seja, com as fontes de informação. Desse relacionamento emergem deveres e liberdades. Na nossa comunicação apenas iremos abordar os constrangirnentos e os campos de autonomia fixados pelo quadro jurídico português no que diz respeito à dicotomia jornalistas-fontes de informação. A violação do segredo de justiçaa, a difamação, a ofensa a pessoas colectivas, a publicação de cartas confidenciais, a liberdade de imprensa, a liberdade de expressão, o segredo profissional ou o direito de acesso a locais públicos são alguns dos tópicos que merecerão a nossa atenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##submission.downloads##

Publicado

2000-08-29

Como Citar

Lopes, F. (2000). As fontes, os jornalistas e as leis. Comunicação E Sociedade, 2, 339-349. https://doi.org/10.17231/comsoc.2(2000).1405

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>