Os jovens e suas telas pós-modernas: reflexões em torno da cidade, do imaginário e da tecnologia

  • Denise da Costa Oliveira Siqueira Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Cidade, videoclipe, imaginário, juventude, tecnologia

Resumo

Elemento fundamental da cultura contemporânea, a imagem exibida por telas de computadores pessoais, de televisores, telefones celulares e tocadores MP4 veicula informações, promove entretenimento, gera paradoxalmente distanciamento ou aproximação das pessoas e faz parte do cotidiano urbano.O videoclipe – materialização visual de canções “populares” em uma ambiance plena de signos voltados para os “jovens” – é um dos formatos que têm migrado de uma tela a outra e se renovado. Do ponto de vista da recepção, o videoclipe é assistido pela televisão, mas também pelo computador e pelos aparelhos portáteis. Na esfera da produção é feito profissionalmente, mas alternativamente por jovens amadores que partilham versões na Internet.Partindo dessas observações, o objetivo deste ensaio é refletir sobre o clipe musical, o imaginário sobre os jovens que ele porta e as possibilidades de mobilidade e de socialidade que envolve – especialmente no espaço das cidades.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2012-10-30
Como Citar
Siqueira, D. da C. O. (2012). Os jovens e suas telas pós-modernas: reflexões em torno da cidade, do imaginário e da tecnologia. Comunicação E Sociedade, 17, 39-50. https://doi.org/10.17231/comsoc.17(2010).1011
Secção
Ecrãs e Ligações Sociotécnicas