[1]
M. de L. Martins, «No fulgor frágil da existência, a sedução do visível e a paixão do invisível. Em memória de José Augusto Mourão», revistacomsoc, vol. 26, pp. 307-314, Dez. 2014.