[1]
M. S. Henriques e D. R. Silva, «Vulnerabilidade dos públicos frente a práticas abusivas de comunicação empregadas por organizações: limitações para o monitoramento civil», revistacomsoc, vol. 26, pp. 162-176, Dez. 2014.