No entretanto ou o (ab)uso do acesso online em mobilidade

Catarina Sales Oliveira

Resumo


O recente desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (TICs) criou condições para que as pessoas estejam constantemente online. Hoje em dia, é comum receber um e-mail que termina com uma frase como “enviado pelo meu iPhone”, o que significa que o remetente usou o seu telemóvel para o enviar e, consequentemente, a sua localização é incerta - pode ser um restaurante, no trabalho, em casa ou até em movimento. Até há poucos anos a interação social em mobilidade só era possível quando as pessoas não viajavam sozinhas. As telecomunicações mudaram este cenário, trazendo as comunicações móveis para o espaço-tempo da deslocação. Nos últimos anos, o crescimento das vendas de smartphones e iPhones alteraram os cenários da mobilidade. Em que medida está esta tendência ligada a uma prática de lazer ou a um prolongamento do tempo de trabalho? Este texto debate a recente evolução do espaço-tempo da mobilidade a partir dum suporte empírico constituído por um conjunto de dados que combina os resultados de dois inquéritos sobre a mobilidade nas áreas metropolitanas Portuguesas, entrevistas em mobilidade e métodos de visual research.


Palavras-chave


Uso das TICs; mobilidade; padrões de comportamento em deslocação; métodos de visual research; entrevistas em mobilidade

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17231/comsoc.28(2015).2279

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

 

 

 

 

 

...............................................................................................................

 

.:: LASICS ::.
Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS)
Universidade do Minho, campus de Gualtar
4710-057 Braga - Portugal

Revista Comunicação e Sociedade
ISSN 2183-3575 (online)
ISSN 1645-2089 (print)
Prefixo DOI: 10.17231