«Onde quer que se encontre... o mundo português». Representações de Portugal e da emigração na informação da RTP Internacional

Manuel Antunes da Cunha

Resumo


A criação da RTP Internacional (1992) teve um impacto inegável no modo de fazer informação em Portugal. Difundidos em directo na RTP 1, RTPi e RTP África, o Jornal da Tarde e o Telejornal passaram a dispor de novos públicos-alvo. Ao analisarmos o conteúdo de um magazine semanal de informação destinado às comunidades portuguesa, esboçámos a(s) imagem(ns) de Portugal e da emigração vulgarizadas pela televisão pública não apenas junto dos telespectadores residentes no estrangeiro mas também no território nacional, uma vez que um número significativo de reportagens provém ou é utilizado pelos serviços noticiosos dos outros canais. Em síntese, a narração televisiva insiste no sucesso da diáspora além-fronteiras e no seu apego às origens, promovendo ainda para o exterior uma imagem do país assente na tradição e na modernidade. Em contrapartida, os magazines de informação produzidos pelas próprias comunidades consolidam os espaços de expressão específicos das diferentes microsferas públicas da diáspora.

Palavras-chave


Emigração; identidade nacional; serviço público de televisão; RTPi

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17231/comsoc.15(2009).1053

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

 

 

 

 

 

...............................................................................................................

 

.:: LASICS ::.
Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS)
Universidade do Minho, campus de Gualtar
4710-057 Braga - Portugal

Revista Comunicação e Sociedade
ISSN 2183-3575 (online)
ISSN 1645-2089 (print)
Prefixo DOI: 10.17231